A cultura da mamadeira e o controle exercido sobre os consumidores

27 novembro 2012

No início do Século XX, já estavam em pleno desenvolvimento as pesquisas e a produção de alimentos que pudessem substituir o leite materno durante o período de desmame. Várias alternativas de leite de vaca, com adição de açúcar, água, cremes, etc., que permitiam uma melhor digestão, foram oferecidas.

“Os médicos passam a aderir às novas alternativas, prescrevendo-as como benéficas para a alimentação infantil. Essas práticas associam-se a um forte marketing focalizado nos pediatras, que passariam a desempenhar um papel decisivo como influenciadores de um novo movimento na sociedade: a ‘cultura da mamadeira'”.

(…) as indústrias de alimentos realizavam campanhas publicitárias em jornais médicos e paramédicos, visando – e conseguindo – influenciar os médicos que prescreviam as fórmulas para as mães.

Assim, aos poucos e incessantemente, os produtos foram se tornando confiáveis:

“No final dos anos 40, iniciando os anos 50, os produtos são apresentados como uma opção para facilitar a tarefa dos médicos que passam a prescrevê-los indiscriminadamente às mães, como a forma mais prática e viável para seus filhos”8.

Nos anos seguintes, o leite em pó passou a ser recomendado e utilizado tão logo o bebê nascia.

 

Leia o artigo inteiro, aqui. Vale a pena a leitura. Ainda que seja pra gente lamentar o estado atual das coisas…


IBFAN- Defendendo o Direito de Amamentar

17 abril 2012

A IBFAN é uma rede internacional que defende o direito da mulher e do bebê de amamentar.

Para isso ela trabalha com um código internacional de regulamentação de produtos comercializados que concorrem com o aleitamento materno.

No Brasil a rede IBFAN faz um monitormamento nacional com seus membros e o seu principal objetivo é fiscalizar se a Lei 11.265/06 e as rdcs que tratam esse assunto.

Mundialmente essa semana a IBFAN internacional lançou esse video e gostaríamos de compartilhar com vocês.

Espero que gostem, aguardamos comentários


Vamos falar de fórmulas artificiais?

9 julho 2011

 

Nossa querida Ana B.  postou em nossa lista esses videozinhos, achei que deviamos falar um pouco mais aqui.


A relação entre amamentação e doenças gastrintestinais e doenças respiratórias!

17 junho 2011

Mariana Tezini e Caetano

bebês de New Brunswick, no Canadá, foram investigados quanto à relação entre doenças respiratórias e gastrintestinais e amamentação, nos seis primeiros meses de vida, veja o estudo completo clicando aqui


Amamentação e dor de ouvido

16 junho 2011

Karina e Thomaz

Estudos comprovam que bebês amamentados exlusivamente  até os quatro meses reduzem os casos de otite média em 50%. Leia o estudo clicando aqui


Maior risco de efeitos secundários de contaminantes ambientais

15 junho 2011

Carolina

Você sabia que: Apesar de exposições maiores ao PCB no caso do leite materno, o estudo mostrou aos 18 meses, aos 42 meses e aos 6 anos de idade um efeito benéfico da amamentação na qualidade dos movimentos, em termos de fluência e em testes de desenvolvimento cognitivo.  Isto é o que demostra um estudo holandes. Cliqui aqui e veja


Obesidade e amamentação!

12 junho 2011

Um dos maiores males deste século é a obesidade, estudos comprovam que o aleitamento materno é uma arma contra esse mal.

Leia esses estudos publicados a respeito clicando aqui