IBFAN- Defendendo o Direito de Amamentar

17 abril 2012

A IBFAN é uma rede internacional que defende o direito da mulher e do bebê de amamentar.

Para isso ela trabalha com um código internacional de regulamentação de produtos comercializados que concorrem com o aleitamento materno.

No Brasil a rede IBFAN faz um monitormamento nacional com seus membros e o seu principal objetivo é fiscalizar se a Lei 11.265/06 e as rdcs que tratam esse assunto.

Mundialmente essa semana a IBFAN internacional lançou esse video e gostaríamos de compartilhar com vocês.

Espero que gostem, aguardamos comentários

Anúncios

Amamentação e mídia

7 outubro 2008

Nessa semana [que passou] duas notas publicadas no jornal me chamaram a atenção:

Na Folha Equilíbrio saiu matéria de capa falando sobre a tentativa dos leites em pó de se aproximarem da perfeição que é o leite materno. A matéria é longa e, sob a chancela “amamentação”, tenta ser simpática com o aleitamento (dizendo que ainda é o mais recomendado), mas qdo afirma que muitas mulheres precisam complementar, assim, sem maiores justificativas ou explicações, está prestando um desserviço. Ora, se a amamentação deve ser a regra, e o leite em pó a exceção, pra quê tanta exaltação a esse complemento??? Lá pelas tantas, chega a afirmar que as fórmulas são seguras!!! Em tempo de tantas mortes de bebês na China (leia mais de aqui e aqui) por causa de leite em pó contaminado, sei, me engana que eu gosto…

Depois, saiu matéria na Folha sobre os produtores de leites contestando estudo da Secretaria Estadual de Saúde publicado há poucos dias, que afirmou que 77% dos produtos analisados no Estado entre 2005 e 2006, a maioria formada por diferentes tipos de leite, não respeitam a norma da Anvisa [NBCAL, saiba mais aqui, por ex.] e tem rótulos irregulares. Dizem os produtores que esse estudo está defasado, pois os rótulos estariam já de acordo com as normas, mas o fulano entrevistado “aproveita o microfone” e refuta a maneira como o setor tem sido tratado – diz que o leite foi comparado ao cigarro, como “se precisasse de um aviso “O Ministério da Saúde adverte'”.
Ora, claro que precisa desse tipo de aviso, e muito mais!!!! Quem acompanhou a perrengue da aprovação da lei 11.474, de 2007, que inicialmente era para tratar de arrendamento residencial (veja o post da Matrice, procurando lá embaixo por “luto”), mas lá pelas tantas teve inserido artigos que modificavam o teor dos avisos dos rótulos de leites (de “o ministério da saúde adverte/avisa” para um simples “aviso importante”, bem menos incisivo), há de ficar indignado!!

EU fico maluca com esse povo que não enxerga um palmo diante do nariz… e vocês?


Promoção comercial de leites pode?

13 agosto 2008


Uma simples ida a farmácia, supermercado ou qualquer outra loja que venda produtos de bebês já não é mesma coisa depois que você é mãe. Você enxerga produtos que antes nunca tinha notado, mas estavam ali mesmo. Para nós da Matrice também não foi diferente.

No primeiro semestre de 2007, uma de nós esbarrou com uma promoção comercial feita de forma ilegal em uma farmácia. Esta promoção comercial, nada mais era que uma promoção de latinhas de leite artificial, diga-se de passagem de uma marca famosa, e expunha estas latas em um formato de pirâmide, dando um destaque exagerado para a fórmula infantil.

Não pensem vocês que era uma farmácia de bairro. Era uma farmácia no centro da capital de São Paulo e pertence a uma rede que atende 6 estados do Brasil.

A Matrice entende que alguns produtos têm que obedecer a normas para que possam ser comercializados. Sabendo que especificamente estes produtos obedeciam a NBCAL (Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactantes e Criança de 1º infância, Bicos, chupetas e mamadeiras), esta Matrice então entrou na farmácia, conversou com o responsável e lhe apresentou a norma. No dia seguinte a promoção comercial foi retirada da farmácia.

Mas como nós, mães, defensoras da amamentação, podemos proteger a sociedade de atos abusivos como este? Veja mais aqui.


A Semana está demais!

7 agosto 2008

Para quem não foi domingo, assista  uma parte da linda apresentação da Kiara Terra. A história incluía “peitos de fogo” jorrando leite. Vejam a foto acima. Foi uma tarde super-divertida.

Segunda-feira à noite na Casa Materna a roda de conversas com a Dra Selma Canoas sobre introdução de alimentos encheu a sala. O assunto é sempre importante para a mãe que amamenta e a mensagem básica da Selma foi: “o que você fizer com carinho, vai dar certo…” Ela não deixou de dividir, no entanto, recomendações básicas. Conversem com as mães que foram para saber da opinião delas!

Terça-feira, prestigiamos o lançamento oficial do Cinematerna! O evento foi totalmente pró-amamentação e a notícia que apareceu nos jornais quarta-feira reconheceu finalmente a iniciativa dessas cinéfilas de peito de ganharem as ruas com seus bebê em coloridos slings! Vejam a matéria na íntegra aqui. 

Quarta-feira, tivemos mais um encontro com uma pediatra da amamentação, Ana Júlia Colameu. Ela passou 30 anos de sua vida profissional debruçada no tema da amamentação, que ela definiu entre outra coisas, como “mágica”. Para os poucos ouvintes que foram, foi mais do que uma honra saborear as histórias e conselhos de alguém tão imerso no tema como ela. Agrdecemos de coração sua particiapação, Ana Ju!

E hoje vamos encerrar com muita classe e comida orgânica na Galleria Orgânica, Rua Oscar Freire, 2273, às 20:00h. Haverá sorteio de brindes: um body infantil “estou satisfeito com o leite da mamãe” e um sling do SampaSling. Não percam, pois a degustação terá a presença honrosa da Marina Rea, presidente do Ibfan Brasil e grande defensora da amamentação que falará da relação de mamadeiras e chupetas e NBCAL.


Doação de Fórmulas

3 dezembro 2007

proibido.jpg

Recebi este email outro dia da Ana Cris Duarte.

Fiquei indignada. Mas não é para se indignar?

Leiam vcs!!!

Olá a todos…Gostaria que tomassem uma atenção especial a este email. Sabiam que desde o início deste ano o acesso gratuito ao leite foi negado às mães com bebês entre 0 e 6 meses? A falta de verbas no Estado, fez com que as entidades competentes deixassem de ter possibilidades de adquirir este leite. Por vezes quando nos deparamos com algumas situações sociais que nos incomodam, que nos inquietam e que sentimos que temos o dever de fazer algo pelos outros, ficamos a pensar… Ainda bem, é sinal que nos preocupamos e que somos sensíveis ao que nos rodeia. Nesse sentido e dado à imediata disponibilidade dos envolvidos nesta causa, foi criado um evento para angariação de leite de lata. O “BABYS LOVES MILK” é um evento que tem um caráter informativo e apelativo para a consciência do problema atual. O objetivo principal é… dar leite. Bem como dar a conhecer publicamente a situação atual face a este problema do aleitamento. Todas as pessoas são convidados a estarem presentes no evento dia 21 de dezembro, que se irá realizar no BAR DO RIO. A entrada é garantida com o contributo de uma lata em pó para bebês de 0 a 6 meses. Contamos com o patrocínio de algumas entidades, que nos ajudaram a tornar real o projeto. Se todos colaborarmos um bocadinho, é possível minimizar as necessidades de muitas crianças e ajudar a terem acesso a leite adequado ao seu bom desenvolvimento e crescimento. Após termos falado com a Rita Andrade ( SIC ), soubemos que a mesma está interessada em dar a cara para este evento. Contamos com o apoio da Filipa Gomes – Psicologia e apoio humanitário e Paulo Fernandes, Produtor da Empresa STUDIO SNDS. Vamos dando notícias…Contamos convosco…Marta TacãoINETI – DB/UME
Estrada do Paço do Lumiar,  22
1649-038   Lisboa  Portugal  (+351 210 924 600 ext.4284)

Agora qual a obrigação do Estado comprar fórmulas ou apoiar a amamentação????
Dizem que este evento está acontecendo em Portugal. Aqui no Brasil estas doações não poderiam ocorrer.
O art. 12 da portaria 251 veda expressamente:
“Ficam proibidas as doações ou vendas a preços reduzidos dos produtos abrangidos por esta norma com fins promocionais às maternidades e outras instituições que prestam assistência a crianças, quer para uso da própria instituição, quer para distribuição à clientela externa.”

Então, se vcs souberem de alguma doação de fórmulas, chupetas ou mamadeiras, por favor, denunciem. Mandem um email para gente: grupomatrice@gmail.com

Vamos ajudar para que as leis sejam respeitadas!!!

———————————————

E não se esqueçam do nosso bazar neste domingo!!


NBCAL – Para fazer valer a lei

29 novembro 2007

nbcal1.jpg 

 

Foto tirada no dia da gravação do video

Especialmente amanhã, dia 30 de novembro, apresentaremos na reunião da Matrice, das 14h30 às 16h30 (Rua Bartolomeu de Zunega, 44, Pinheiros, São Paulo), o filme sobre a NBCAL que participamos da filmagem em maio deste ano.

O objetivo do filme é conscientizar as pessoas sobre a importância da amamentação materna e precavê-las contra o marketing abusivo das indústrias produtoras de leite. Sabemos que o aleitamento materno previne uma série de doenças infecciosas e a desnutrição, além de representar segurança alimentar e desenvolver o vínculo mãe-bebê.

NBCAL – Para fazer valer a lei

Quais as vantagens da amamentação em relação ao aleitamento artificial? O marketing irresponsável das indústrias dos substitutos do leite materno pode influenciar o desmame precoce?

Mães, especialistas e membros da rede IBFAN discutem questões como essas e falam de como a NBCAL (Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes, Bicos, Chupetas e Mamadeiras) impõe limites às propagandas.

Como a sociedade civil se organiza para monitorar essa lei através de uma ONG internacional, e de que maneira o governo brasileiro atua no cumprimento dessa fiscalização, são outros tópicos discutidos no filme.

Roteiro e direção: Natalia Rea Monteiro

Depois abriremos para discussão e dúvidas.

Aguardamos todas!!!