PicNic na Praça!

26 julho 2012

A Casa do Brincar organiza, uma vez por mês, um delicioso picnic e, nessa edição, estaremos lá, prestigiando e curtindo! Venha você também, vamos fazer uma roda de conversa, vamos compartilhar comida, bebida, um pouco de sol e sombra, além de muitas experiências!

Imagem

Clique aqui para ver o mapa da Praça! Esperamos todos!!

Anúncios

Quem disse que Leite Materno depois de dois anos vira água?

10 julho 2012

Imagem


Mães protestam na Inglaterra pelo direito de amamentar!

6 julho 2012
Grupo de mulheres protesta contra a cafeteria na cidade de Bristol. Foto: BBC Brasil

Grupo de mulheres protesta contra a cafeteria na cidade de Bristol
Foto: BBC Brasil

Centenas de mulheres realizaram um protesto na cidade de Bristol, na Inglaterra, contra um café que tratou mal uma mulher que estava amamentando o filho em público.

A mãe, Kelly Schaecher, estava no café quando um funcionário disse que ela tinha que ir para um canto mais reservado amamentar seu filho. Ela contou que, quando alertou outras mulheres, o funcionário gritou com ela. O protesto, que reuniu cerca de 300 pessoas, foi convocado por redes sociais.

O gerente da cafeteria, Davide Portini, pediu desculpas e afirmou que o funcionário apenas estava perguntando se Kelly não queria ir para um local mais protegido, já que o café tem grandes janelas que dão para a rua. Segundo Portini, tudo não passou de um mal-entendido.

Na Grã-Bretanha, a amamentação em público é protegida e garantida por lei.

link aqui


Carta Aberta ao Conar

2 julho 2012

Duas recentes medidas do Conar referentes aos abusos da publicidade voltada para as crianças nos deixaram preocupados e ainda mais descrentes da atuação deste órgão com relação à proteção da infância.

A primeira foi a decisão de sustar a campanha da Telessena de Páscoa por anunciar para o público infanto-juvenil um produto que só pode ser vendido para maiores de 16 anos (de acordo com regulamentação da SUSEP). A segunda foi a advertência dada pelo Conar à Ambev, com relação ao ovo de páscoa de cerveja da Skol.

Ambas atitudes do Conar seriam dignas de aplausos – se tivessem sido tomadas quando as campanhas publicitárias estavam no ar, na Páscoa, em março. Mas o Conar só agiu em junho, quando as campanhas já não eram mais veiculadas.

Com isso, não houve nenhum impedimento para que a mensagem indevida da Telessena atingisse impunemente milhões de brasileirinhos e que a Ambev promovesse bebida alcoólica através de um produto de forte apelo às crianças. A advertência à Skol é ainda mais ineficaz, pois não impede que no próximo ano, produto semelhante seja oferecido.

O Movimento Infância Livre de Consumismo vê nessas decisões a comprovação de que o atual sistema de autorregulamentação praticado pelo mercado publicitário brasileiro é lento, omisso e ineficiente. Fato ainda mais grave quando se trata da defesa do público infantil.

Por isso, exigimos que a publicidade infantil sofra um controle externo como todas as atividades empresariais. Reiteramos nossa postura de que, sem leis e punição, jamais teremos uma publicidade infantil mais ética.

Nós, mães e pais, exigimos respeito à infância dos nossos filhos e solicitamos que estas duas atuações não constem dos autos do Conar como casos de sucesso. Contabilizar pareceres dados depois que as campanhas saíram do ar, como exemplo da firme atuação do Conar, é propaganda enganosa. E isso contraria o tal Código de Autorregulamentação que os publicitários insistem em tentar nos convencer que funciona.

(Este texto faz parte de uma blogagem coletiva proposta pelo Movimento Infância Livre de Consumismo juntamente com blogs parceiros. Este movimento é composto por pais e mães que desejam uma regulamentação séria e eficiente da publicidade voltada para crianças. Para saber mais acesse: http://www.infancialivredeconsumismo.com.br)