Quando a amamentação supera diagnósticos

13 julho 2009

Perola

“… Eu sou portadora de um adenoma benigno (tumor) de hipóse que secreta prolactina e isso exige que eu tome medicamentos (exceto na gravidez e no aleitamento) que impedem a produção de prolactina,  hormõnio importante na amamentação. Quando, ainda grávida, questionei a endócrino que me atendia na época sobre a amamentação, ela me falou por telefone que eu não poderia amamentar. Naquele momento, meu mundo caiu. Lembro de ter chorado horrores, de ter ficado muito triste. Eu até sonhava que estava…”

Esse é um pequeno trecho do depoimento da Pérola, uma mulher guerreira que acreditou no poder da amamentação. Emocione-se com a gente lendo o relto inteiro, clique aqui! Esse depoimento foi postado também na nossa lista de discussão.

Você também tem um lindo depoimento de amamentação e gostaria de dididi-lo conosco? mande para nosso email a seu depoimento autorizando a publicação com uma foto de vocês. 


BERNARDO, NINA, EU E “O PEITO”

25 agosto 2008

 

   Meu nome é Fernanda, tenho 34 anos,. Quando engravidei tinha 29 e se alguém me perguntasse se eu iria amamentar, eu dizia que de jeito nenhum. Assim era meu pensamento antes mesmo de me imaginar mãe. Mas por que isso de nem pensar? Eu achava que deveria ser um saco ter um bebe literalmente pendurado te sugando. Provavelmente Freud teria alguma explicação mais complexa,…mas para mim era apenas isso.

   Quando Bernardo chegou, minha idéia já havia mudado sei lá quando,…simplesmente sumiu…. e eu comecei a odisséia da amamentação achando que tudo seria perfeito!!!! Então começaram os probleminhas que eu acho hoje em dia pequenos e normais, mas para quem está passando e não tem um grupo de apoio ou alguma amiga como  boa referencia,….se perde totalmente. Meu bico do peito esquerdo rachou, pra falar a verdade nem sei se aquilo era rachadura , parecia estar ralado no bico,…doía bastante e melhorou usando uma capinha de silicone que parecia um chapéu mexicano. Leia na íntegra o depoimento