bazar de natal!

7 dezembro 2010

clique na imagem, para vê-la maior!


encontro especial – banco de leite

10 novembro 2010


sling permitiu nossa evolução! alguém ainda duvida?…

1 novembro 2010

Darwin estava certo ao dizer que nós evoluímos a partir de criaturas simples. Mas ele estava errado, a meu ver, sobre as causas. De certa forma, nós não nos tornamos naturalmente inteligentes o bastante para inventar a tecnologia da qual dependemos. Em vez disso, a tecnologia nos fez evoluir.

O início da era tecnológica há 2,5 milhões de anos é marcado arqueologicamente pelo primeiro artefato de pedra lascada. Depois disso, o processo de seleção natural e sobrevivência do mais forte foi prejudicado; humanos inteligentes com armas podiam matar animais mais fortes que eles. O fato de nossos ancestrais evolutivos terem começado bem longe do topo da cadeia alimentar é ilustrado pelo fóssil da criança Taung, os restos de um hominídio criança que, há cerca de 2,6 milhões de anos, foi provavelmente estripado e carregado por uma águia. Como esses ancestrais passaram de símios à civilização, descartando seus caninos massivos e imensa massa muscular, sobrevivendo num ambiente hostil?

A resposta é uma nova e radical tecnologia: o “baby sling”, ou carregador de bebê, uma solução bem mais inteligente para carregar bebês do que levá-los nos braços. Isso, eu concluí, permitiu uma expansão radical no tamanho do cérebro de nossos ancestrais, que começou há cerca de 2 milhões de anos.

O uso de ferramentas de pedra, antes disso, já havia conferido alguma vantagem intelectual a nossos ancestrais, reduzindo a necessidade de força física e permitindo que mais energia fosse usada no desenvolvimento da inteligência. Mas andar sobre duas pernas – que liberou as mãos dos primeiros hominídeos – também teve um efeito contraditório sobre o desenvolvimento humano, porque isso exigia uma pélvis mais estreita para agir como uma plataforma estável para a coluna vertebral ereta. Isso, por sua vez, estabeleceu um limite máximo para o tamanho da cabeça no nascimento. Então todo tipo de inteligência interativa – a habilidade com as mãos – foi encorajada, e qualquer expansão relacionada à expansão do cérebro apresentava um grande problema.

Darwin argumentou que as fêmeas teriam valorizado parceiros mais inteligentes, impulsionando a ascensão do macaco ao Homo através da seleção sexual. Mas as fêmeas provavelmente experimentavam partos cada vez mais perigosos (por causa das demandas conflitantes de uma pélvis menor e das cabeças maiores dos bebês). Em termos evolucionários, o cérebro humano é uma desvantagem: uma característica com muitos custos, vulnerável e ineficiente energeticamente.

O fato de nossos ancestrais passarem a andar sobre duas pernas tornou mais difícil para os bebês se agarrarem a suas mães – assim como o fato de que provavelmente eles tinham bem menos pelos no corpo do que seus ancestrais parecidos com macacos – então a pressão sobre os primeiros bípedes para encontrar uma solução para carregar os bebês deve ter sido intensa. Usar um “carregador” é um conceito compreensível para chimpanzés, mas é necessário um pouco mais de inteligência do que eles têm – ou um golpe de sorte – para inventá-lo. É provável que os “slings”, tanto para lançar projéteis quanto para carregar bebês, tenham sido inventados no período das primeiras tecnologias da idade da pedra – o que significa que eles são anteriores (e provavelmente permitiram) a emergência de cérebros maiores que caracterizaram a aparição do gênero humano, Homo. Sabemos, afinal de contas, que as rochas eram usadas para cortar carne há 3,2 milhões de anos, e que há 2,6 milhões de anos elas foram deliberadamente moldadas na forma de ferramentas em vez de simplesmente coletadas para o uso. Isso assinala não só o início da criação de ferramentas de acordo com desenhos padrão para propósitos específicos, mas também a “sucessão” em que a tecnologia se torna interligada, com a fabricação de uma ferramenta para criar outra.

As implicações da tecnologia do “sling” são imensas. Os slings permitem que o estágio fetal seja estendido depois do nascimento – como com os marsupiais como os cangurus – permitindo que o cérebro continue se expandindo fora do útero, e num ambiente cada vez mais cultural. Depois disso, o rápido desenvolvimento da tecnologia para os primeiros humanos pode bem ter sido impulsionado por uma competição agressiva entre diferentes grupos que utilizadores de tecnologias.

Em termos de cérebro humano, o ápice aconteceu há cerca de 40 mil anos. A pressão sobre o órgão existiu desde que começamos a expressar a inteligência sob forma de linguagem, escrita e, agora, máquinas. Hoje, nossa tecnologia está se tornando tão sofisticada que o que emergirá no futuro pode nem mais ser controlado por nosso própria vontade.

Isso pode ser uma boa coisa. São os efeitos inesperados da tecnologia que costumam ter o maior potencial. De fato, a própria ideia de nossa humanidade existir em oposição à nossa tecnologia é errada. Como o filósofo John Gray argumentou certa vez: “Pode ser que a maior semelhança entre os humanos e as máquinas que eles estão inventando agora esteja em sua capacidade para a consciência”. A tecnologia tem a capacidade de ignorar o tempo e durar indefinidamente na forma física. Ela também pode destruir nosso planeta. Mas não há uma solução de volta à natureza. Nunca houve uma para o macaco artificial.

*Timothy Taylor é autor de “The Artificial Ape”

Tradução: Eloise De Vylder
Texto reproduzido integralmente daqui.

 


É amanhã!

1 outubro 2010


Desafio!

29 setembro 2009

mamaço 2009

A Fundação Quintessence promove todo ano o Desfio Internacional de Amamentação. Nós fizemos no ano passado, e vamos participar nesse ano de novo!

Teremos sorteio de brindes e, no final, um coral de mães, do Projeto Acalanto, fechando o nosso evento.

Para ter uma ideia de onde é a antiga serraria no Ibirapuera, clique aqui.

Apareçam!!!


depoimento espontâneo

27 abril 2009

Matrices!

Com uma semana de atraso mando meus agradecimentos comovidos pra esse grupo tão sensacional.
Por contar com o apoio de vocês pude segurar a onda no hospital, quando fizeram a maior chantagem emocional pra darem complemento pro meu filho.
Sabia que vocês me ajudariam se tivesse problemas pra amamentar, e pela convivência com as Maternas sabia da extrema importância do LM pro meu filhote, pra mim e pra nossa relação.
No dia 18 completamos 6 meses de amamentação exclusiva!!! !! E agora estamos nos divertindo na introdução da comidinha 🙂
Muito, muito obrigada!!!!
beijos mais que felizes,
Bianca, do Lucas

depoimento recebido na nossa lista de discussão, totalmente espontâneo, e que reforça a certeza de que é se apoiando e trocando experiências que a gente consegue os melhores resultados!


Sobre este fim de semana

24 abril 2008

Gente, o pessoal do Gama está de mudança e convocou (na lista Materna SP) todo mundo pra ajudar nesse sábado, dia 26. Como a gente quer é mais juntar as forças, resolvemos CANCELAR nossa reunião sobre Amamentação e libido, programada anteriormente, assim ninguém precisa se sentir “dividido”, sem saber para onde ir… rs

E no domingo, dia 27, na Virada Cultural programada aqui em SP, teremos mais uma edição de CineMaterna (nome informal, nosso… rs):

   13h
   Cinema Olido (galeria Olido, largo do Paissandu, vizinho da Galeria do Rock)
   Filme:
Mongolian Ping Pong
   Entrada Franca

É isso, apareçam, divulguem! Esperamos que o filme seja bom: foi escolhido o que parecia mais leve dentro da programação já determinada – é uma comédia chinesa. Aproveitem para dar uma olhadinha na virada. Serão inúmeros eventos. Nós recomendamos, particularmente, alguns bastante apropriados para família:
 – o piano na praça: um piano de cauda instalado no meio de uma praça. É um programa bem gostoso, arborizado e sossegado, o café que fica próximo sempre coloca mesas pro pessoal sentar. Local: praça D. José Gaspar
– a exposição dos bonecos do galpão Pia Fraus. Local: Vale do anhangabaú
Fora isso, muita música boa, muita distração, teatro de rua, circenses…. 
Ah, não vão de carro!! Melhor deixar em algum metrô.

(Dica da Chica SanMartin, mãe do Pedro)

É isso, bom final de semana a todos, com muita atividade!!!