deu no estadão neste domingo!

fabiola1

Amamentação sem tropeço – Traumas mamilares são a principal causa da interrupção do aleitamento materno. Saiba como evitá-los

(…) A boa notícia é que São Paulo já conta com esse tipo de apoio gratuito, por meio da ONG Matrice, fundada em 2006, com o respaldo da pioneira Amigas do Peito. Já passaram pelas reuniões semanais cerca de 300 mulheres e o site tem, em média, 150 acessos diários. (…)

Matéria completa aqui no Suplemento Feminino, do Estadão.

[na foto, a Fabiola em primeiro plano, e a Ligia e a Ana Lopes ao fundo, todas matrices!!]
Anúncios

2 Responses to deu no estadão neste domingo!

  1. Michele disse:

    Quando meu bebê nasceu eu fiquei com muito medo de amamentar, porque quando meu sobrinho nasceu minha irmã não conseguiu amamentar, ela disse que doia muito, pronto fiquei com isso na cabeça, sofri durante 10 dias e o pior eu não dormia porque ficava tirando o leite gota a gota e meu seios estavam quase estourando, tive até febre, (mas eu não desisti)meu obstetra precisou vir até minha casa me “ordenha”, meios seios estavam enormes e pesados eu estava com medo do leite virar “pedra”, mas para minha SORTE, minha pediatra salvou “meu peito”, ela disse exatamente com essas palavras: – Espera ele chora quando ele abrir a boca você enfia o peito todo dentro da boca dele. Nunca vou me esquecer desse momento, me emocionei tanto que não queria mais parar de amamentar. Portanto amamentar não doi, e esse é o maior gesto de amor e carinho entre mãe e filho. Mamães amamentem!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: