Marina se arrastou até os peitos da mãe

reduzida-50.jpg

“Assim que o cordão parou de pulsar (me pareceu tão rápido), me deitei com ela em cima da minha barriga. E algo mágico aconteceu… ela levantou o pescocinho, me olhou, virou a cabecinha de um lado, de outro e se arrastou em direção aos meus peitos.”

Este é mais um relato de primeira hora, da Carlinha, amiga querida que nos acompanha desde a fundação da Matrice, mas que está um pouquinho longe agora (saudades, viu, Carla?!). Vai conferir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: