Marina se arrastou até os peitos da mãe

30 julho 2007

reduzida-50.jpg

“Assim que o cordão parou de pulsar (me pareceu tão rápido), me deitei com ela em cima da minha barriga. E algo mágico aconteceu… ela levantou o pescocinho, me olhou, virou a cabecinha de um lado, de outro e se arrastou em direção aos meus peitos.”

Este é mais um relato de primeira hora, da Carlinha, amiga querida que nos acompanha desde a fundação da Matrice, mas que está um pouquinho longe agora (saudades, viu, Carla?!). Vai conferir.