Doação de leite humano Brasilia – ajuda

 camila pitanga

Banco de Leite chama a atenção no HRT

(08/05/2009 – 16:32)

Fotos: Renato Araújo – SES/DF

O leite materno, alimento essencial para o bebê, especialmente quando é prematuro, é um produto que salva vidas no Hospital Regional de Taguatinga. Com 14 litros diários, o Banco de Leite (BLH) abastece a UTI Neonatal, UTI Pediátrica, o PS  e as enfermarias de lactentes e alojamento conjunto.

A importância do produto é tão grande, que 1 ou 2 ml correspondem a uma refeição para um prematuro ou um bebê com baixo peso da UTI Neonatal, que chega a ter pacientes com peso próximo a 600g ou até menos. Entre os bebês de gestação normal, os pequenos recebem 10 a 15 ml, várias vezes ao dia.

O trabalho somente é possível graças à  boa vontade das mães doadoras, que por meio das coletas domiciliares fornecem 90% do leite consumido. Mais do que colaboradoras eventuais, as mães nutrizes são captadas às vezes, ainda, durante o pré-natal, com objetivo de que se tornem, posteriormente, um dos alicerces do Centro de Referência em Banco de Leite Humano do DF.

Mas a sensibilização dessas doadoras só ocorre graças ao trabalho dos profissionais do BLH,  que empenham-se em  convencer a futura doadora e ensinar-lhe como proceder para que o leite retirado não seja contaminado e, consequentemente, descartado. “É um trabalho de formiguinha, feito diariamente, ainda na maternidade”, explica a supervisora Maria das Graças Rodrigues.

Antes de chegar ao bebê, o caminho é longo e precisa ser cuidadosamente analisado, para que nada se perca. Primeiro, a mãe doadora é ensinada a retirar e armazenar o leite de acordo com as normas de higiene. Depois, o alimento é levado ao congelador doméstico  em vidros esterilizados, de onde é retirado por uma equipe do Corpo de Bombeiros, até o hospital.

Transportado em caixas isotérmicas, o leite é levado a um freezer do Banco de Leite destinado ao produto ainda cru. Após sair dessa etapa, o produto é descongelado em banho Maria , quando é feita uma análise para detecção de algum material contaminado (pelos, fios de cabelo etc.) Também nesse momento, os técnicos avaliam a cor, cheiro e característica física.

Numa segunda etapa, é feito o teste de acidez, o qual o leite deve estar inserido dentro do padrão Dornic até 8°. Uma vez dentro do estipulado, o produto vai para a pasteurização, onde fica 30 minutos a uma temperatura próxima a 62° C e imediatamente após é resfriado. Terminado esse processo, outro teste é necessário, quando é feito o controle microbiológico.

Uma vez aprovado, o leite é novamente congelado e passa a fazer parte do estoque do BLH. Todo o trabalho, desde a busca na casa da doadora, até o estoque, envolve 30 pessoas treinadas e capacitadas.

“O nosso objetivo não é só a obtenção do leite em si – explica a nutricionista Cléia Cecília Pereira -. Precisamos formar profissionais, em todos os níveis, que tenham a visão de que a amamentação é tudo e que não podemos relaxar nessa tarefa de orientar as mães, ainda no alojamento conjunto”, acrescenta.

Além das mães nutrizes, qualquer pessoa também pode auxiliar o Banco de Leite com a doação de vidros com tampa plástica que podem ser usados no armazenamento. Em Taguatinga, basta ligar para os telefones 3353 1017 ou 3352 6900, e uma pessoa da equipe busca o material na casa do doador.

Arielce Haine – SES/DF



 Banco de Leite do HRT precisa de leite materno
Estoque está baixo e pode prejudicar bebês internados

 A equipe do Banco de Leite Humano do Hospital Regional de Taguatinga (BLH/HRT) pede às mães que têm excesso de leite que façam doação, pois o estoque do hospital está baixo e pode prejudicar o atendimento a bebês prematuros internados no HRT e em outras unidades da rede.

Para doar basta ligar no 3352-6900 ou 3353-1017. A mãe receberá orientações quanto a coleta e armazenamento do leite e uma equipe do Corpo de Bombeiros ir buscar na casa da doadora.

A coordenador do BLH/HRT, Sândi Sato, informa que toda mulher saudável pode fazer doação de leite materno e que não há leite fraco. “Qualquer excedente de leite é bem vindo, pois temos no berçário bebês que tomam 10ml de leite, então qualquer quantidade que a mãe poder doar será útil e alimentará crianças que ainda não podem sulcar o leite da própria mãe”, diz a coordenadora.

 Regina Gomes – SES/DF

About these ads

Uma resposta para Doação de leite humano Brasilia – ajuda

  1. devem atraves da midia, divulgarem mais este tipo de campanha,póis ela é muito importante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.759 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: